fechar
Solicite uma demonstração
Junho 12, 2023

Algoritmo e IA em matéria de videovigilância: como é que a inteligência artificial protege os estabelecimentos comerciais?

O comércio de venda a retalho é particularmente afetado pelos roubos em lojas. Os agentes de segurança nem sempre bastam para intercetar os indivíduos suspeitos, a videovigilância algorítmica torna-se num verdadeiro trunfo para proteger as lojas. Mas, em que consiste esta solução?

Algoritmo, IA, videovigilância algorítmica: algumas definições

A inteligência artificial faz parte das áreas científicas em constante evolução. Na medida em que procura imitar a inteligência humana, diz respeito a diferentes setores de atividade, entre os quais a videovigilância.

Inteligência artificial e algoritmos

A inteligência artificial envolve todos os tipos de simulações da inteligência humana. Trata-se de programas informáticos elaborados graças às diferentes teorias e técnicas. As suas aplicações são diversas: assistente pessoal inteligente, chatbot, ajuda à decisão, reconhecimento de imagens ou ainda o setor da domótica. A IA sabe resolver problemas complexos, baseando-se, nomeadamente, em algoritmos.

No seu significado principal, o algoritmo é uma sequência de operações claramente definidas e detalhadas que permite resolver um problema. É igualmente um programa executável por computador que utiliza um certo número de dados para desempenhar uma tarefa.

Para obter estes resultados, os programadores utilizam um processo designado «machine learning» ou «aprendizagem automática». Consiste em fornecer ao computador (a máquina) um número importante de dados para o treinar.

Definição da videovigilância algorítmica (VSA)

A videovigilância algorítmica é uma aplicação da inteligência artificial. Trata-se de acoplar a videovigilância a algoritmos para a tornar mais eficiente. O objetivo consiste em criar um programa autónomo capaz de detetar um comportamento ou uma forma suspeita, em especial para combater o roubo em loja.

Uma problemática comum às lojas: a explosão do número de furtos em lojas

O roubo em loja não é um fenómeno novo. É para se protegerem deste flagelo que muitos comércios estão equipados de câmaras de vigilância. Em contrapartida, constata-se uma forte recrudescência deste delito nas lojas desde há vários anos. Afeta diariamente todos os tipos de comércio: farmácias, mercearias e outras lojas alimentares, mas igualmente quinquilharias.

Uma agravação devido à inflação

A inflação surge como responsável, em boa parte, pela recrudescência dos roubos em lojas. A diminuição do poder de compra incita as pessoas a agir. Surgiram novos perfis. Mesmo os clientes mias fiéis poder sentir-se atraídos pelo furto, independentemente da sua idade.

Os corredores da alimentação particularmente afetados

De acordo com os testemunhos recolhidos na imprensa e em outros meios de comunicação social, são sobretudo os artigos alimentares os mais afetados pelo roubo em loja. Numerosos são os responsáveis comerciais que colocam dispositivos antifurto nestes produtos.

Revenda online de artigos roubados

Constata-se igualmente um fenómeno de revenda online de mercadoria roubada. Desde o Smartphone aos artigos de bricolage roubados em lojas, as ideias não faltam. Os compradores nem sempre pensam em solicitar a fatura original.

Monopolização dos recursos de segurança

A organização da loja sofre com esta recrudescência dos roubos em lojas. Para além da perda de receita, este flagelo obriga o pessoal de segurança a redobrar a vigilância. Os agentes passam imenso tempo a intervir junto das pessoas suspeitas. Por vezes, é demasiado tarde, outras, trata-se de um erro e a pessoa não tem finalmente nada que a culpabilize. Em todos os casos, os seguranças perdem tempo.

Evoluções e tendências da VSA

A videovigilância algorítmica não é uma aplicação nova. É utilizada desde há alguns anos para o reconhecimento facial. Mas puderam ser desenvolvidas outras utilizações, nomeadamente no âmbito da segurança. Graças à IA, é agora possível utilizar as câmaras de videovigilância para se proteger do roubo em loja, respeitando a privacidade dos clientes.

Desenvolvimento para a segurança das lojas

Os programadores orientaram as suas investigações para a análise em tempo real das imagens e dos vídeos registados pelas câmaras de vigilância. Estes dados levam o programa a detetar os gestos suspeitos (machine learning). Permitem criar um algoritmo, capaz de aprender de maneira autónoma e de analisar dados mais complexos (deep learning) com vista a melhorar os seus desempenhos.

É neste algoritmo que se baseia a Veesion, capaz de detetar os gestos e os comportamentos suspeitos numa loja, independentemente da sua superfície, em tempo real.

Uma tecnologia simples de instalar

O software Veesion instala-se em todo o tipo de kit de software de videovigilância e em câmaras já instaladas na loja. Liga-se a um gravador de vídeo e sincroniza-se com as câmaras. Note que uma câmara pode bastar para instalar esta IA numa loja.

Envio doa alertas de vídeo para o Smartphone ou Tablet

30 minutos após a instalação do software, os primeiros alertas são enviados em caso de deteção de um gesto suspeito. Estas notificações são feitas através de vídeos curtos. Podem ser recebidas, em tempo real, nos Smartphones ou Tablets.

Uma ferramenta a personalizar

O software Veesion pode ser parametrizado de acordo com as necessidades da loja, por exemplo, em função dos horários, do efetivo, do número de câmaras. Pode funcionar continuamente, de dia como de noite. É possível medir o retorno sobre investimento da ferramenta graças aos relatórios semanais e/ou mensais. Pode tratar-se, nomeadamente, de manter as estatísticas sobre o número de pessoas intercetadas ou ainda sobre o valor da mercadoria recuperada.

Proteção dos dados sensíveis

O software protege os dados que necessita de recolher, em cumprimento da legislação francesa e da regulamentação europeia. As informações relativas à loja e os dados pessoais dos colaboradores e dos clientes são protegidos. Não é transmitido qualquer dado a terceiros nem negociado, independentemente da forma utilizada.

As vantagens da VSA na loja

Outrora, o roubo em loja afetava principalmente as prateleiras das bebidas alcoólicas, cosméticas, de higiene, ou mesmo têxteis. Contudo, coma forte inflação dos últimos meses, os furtos multiplicam-se no setor da alimentação.

Os gerentes procuram organizar a segurança da sua loja graças aos antifurtos e às câmaras de vigilância. Mas também será necessário recrutar colaboradores para controlar os monitores. Ora, o olho humano não é infalível. As vantagens da videovigilância algorítmica podem ser, aqui, destacadas.

Um controlo contínuo do fluxo de vídeo e em tempo real

A VSA analisa as imagens e os vídeos em tempo real. Permite uma análise imediata. Logo que a anomalia é detetada, isto é, um comportamento suspeito, um alerta de vídeo é enviado à pessoa a cargo da segurança. Torna-se então, possível intervir antes que o indivíduo saia da loja. Este é literalmente apanhado em flagrante.

Maior deteção dos gestos suspeitos

O pessoal dedicado à segurança da loja pode detetar mais gestos suspeitos. Existem gestos que podem ser dificilmente percetíveis para o olho humano, mas também aqueles que podem escapar à vigilância, sobretudo em fim de serviço. Os seguranças podem confiar nos alertas de vídeo para intervir.

Menos falsos alertas

A videovigilância algorítmica reduz os falsos alertas, dado que sabe distinguir um gesto suspeito de um gesto anodino. Concentra-se unicamente nos episódios críticos. Evita que o pessoal de segurança intercete um cliente que está simplesmente a fazer as suas compras. Além disso, os alertas de vídeo concedem ao segurança a possibilidade de decidir se é útil intervir ou não. Se a IA transmitir um falso alerta, aprenderá automaticamente com os seus erros.

Recursos de segurança otimizados

A VSA pode ser configurada para funcionar 24 horas por dia e 7 por semana. Não é necessário multiplicar os agentes de segurança para controlar os diferentes monitores, as entradas e as saídas. Os alertas de vídeo oferecem mais disponibilidade. O pessoal da segurança pode ser afetado a outros horários e/ou outros postos e, assim, a rotação será assegurada com maior facilidade.

Desafios e preocupações da VSA

A inteligência artificial intriga e questiona, designadamente, sobre as suas finalidades. Pode ser criticada, julgada sem ética, intrusiva quanto à privacidade. A videovigilância algorítmica prejudica-a? Estão a encaminhar-nos para juma vigilância em massa? Existem riscos de erros ou desvios algorítmicos?

A VSA e os respeito pela privacidade não são antonímicos

A Veesion deseja desenvolver uma tecnologia preocupada com a ética.
O software Veesion:

  • Baseia-se unicamente nos gestos dos indivíduos que suscitam suspeitas, nunca no reconhecimento facial, nas emoções, na atitude ou ainda na forma de andar ou de se vestir;
  • Não permite seguir um cliente ou qualquer outra pessoa que se apresente na loja;
  • Não permite registar a identidade de um indivíduo suspeito de furto ou intercetado após um flagrante delito de roubo em loja;
  • Constitui uma ajuda à decisão: será sempre a pessoa a tomar ou não a decisão de intercetar um indivíduo.

De um ponto de vista jurídico e por questões de conformidade, recomenda-se que consulte o site CNIL. Esta autoridade administrativa independente fornece informações sobre o que fazer quando se instalam câmaras e se processam os dados pessoais recolhidos por essas câmaras.

Uma análise dos gestos em tempo real: alguns exemplos

Em que comportamentos se baseia o algoritmo utilizado pela IA? Que tipos de gestos podem ser considerados suspeitos? Eis uma lista, não exaustiva, de exemplos que permitiram treinar o software Veesion:

  • Colocar um artigo dentro de uma peça de roupa;
  • Dissimular um produto na parte inferior do carrinho de bebé;
  • Não digitalizar um dos artigos na caixa automática;
  • Abrir a embalagem de um produto no corredor;
  • Consumir alimentos na loja.

Riscos de erro próximos do zero

Os erros na interpretação dos gestos são mínimos graças à aprendizagem automática e ao deep learning. Com efeito, o software Veesion beneficiou de treino graças a milhões de exemplos de gestos suspeitos. A sua aprendizagem autónoma e contínua torna-o cada vez mais eficiente.

Notícias relacionadas

Descubra o que a Veesion pode fazer por si. Tem uma ou mais lojas?

A nossa equipa irá entrar em contacto consigo no prazo de 48 horas